"There's nothing to do, i'm a seagull"
"Não há nada a fazer, eu sou uma gaivota"
Jonathan Livingston Seagull / Fernão Capelo Gaivota, Richard Bach
Tempo de ler e tempo de escrever

Minha paixão pela leitura começou muito cedo. Meu pai me levava aos domingos à banca, e enquanto comprava seu jornal, me deixava escolher revistas. Lia de Turma da Mônica à Conan o Bárbaro. Depois passei para os livros, minha primeira recordação de leitura é "O Escaravelho do Diabo". Depois passei para os livros de Alexandre Dumas e conheci alguns clássicos para mim: Fernão Capelo Gaivota, O Pequeno Príncipe, O Profeta, Os Capitães e os Reis e Duna. O gosto pela leitura nunca cessou.

Consequentemente surgiu a necessidade de escrever, a alma pedia que os sentimentos fossem para o papel. Deu certo, dos meus 14 aos 18 anos escrevi um livro (esse à sua esquerda), participei de diversos eventos, ganhei alguns concursos e fui homenageado por duas vezes (alguns exemplos à sua direita), sendo uma delas como o "Escritor Prata / 94", sendo que "Escritor Ouro / 94" foram: Carmo Bernardes, Eli Brasiliense e Bernardo Élis e o "Escritor Record / 94" Bariani Ortêncio.

À época fui tratado com grande deferência pelo meio e me sinto muito lisongeado até hoje. Mas não era pra mim, eu acredito.

O hábito de escrever diminuiu, mas nunca cessou. Hoje guardo o que escrevo basicamente para mim, não necessariamente no papel ou digitalmente.

O aprendizado e os sonhos

Minha vida acadêmica sempre foi de certa forma "conturbada". Sempre tive grande facilidade pra aprender, mas isso sempre me fez perder o foco rapidamente. Enquanto os professores gastavam uma aula, duas aulas ou três aulas sobre o mesmo assunto eu me pegava entendendo o conteúdo praticamente sozinho e me dispersando pelo resto do caminho. Sempre tive também grande dificuldade em entender coisas que não via aplicação profissional, e sempre questionei muito isso, mas não era bem visto pela maioria dos professores. Isso não se refletia muito bem nas minhas notas, apesar de não serem ruins não eram (como se esperava) as melhores da turma. Com o advento da internet então foi mais fácil ainda para aprender coisas novas, e assim o é até hoje. Grande parte do que faço profissionalmente foi advindo de aprendizado empírico e de estudo não direcionado. Talvez seja o caminho mais árduo.

Isso quer dizer que eu era, ou sou, mais inteligente que as outras pessoas? Não creio.

Ainda não consegui concluir nenhum dos cursos que comecei: Contábeis restando em torno de um ano a um ano e meio, Processamento de Dados (se ainda existir) em torno de um ano e Análise de Sistemas onde só fiz o primeiro semestre.

Os sonhos sempre tiveram papel muito importante no meu aprendizado, na minha vida pessoal e profissional. Dificilmente tomo alguma decisão sem poder consultar meu travesseiro antes.

Grande parte dos meus sonhos podem ser considerados "Sonhos Lúcidos" onde já encontrei e solucionei diversos problemas profissionais que às vezes não foram resolvidos durante o dia. Um caso que merece ser contado é que em determinada época para desenvolvimento de um sistema que deveria renovar o município de Aparecida de Goiânia, descobri com semanas antes da sua inauguração, que a equipe envolvida havia sido corrompida por outra empresa e que o projeto falharia para que a outra empresa pudesse assumir. No sonho me vi resolvendo o problema com software que já tinhámos e com uma solução caseira de conectividade entre as pontas (em torno de 36 unidades). Deu certo, mas após 2 anos a outra empresa conseguiu assumir o negócio, não me pergunte como, posso acabar contando.

Voar é uma constante durante esse sonhos.

As minhas "conquistas"

Minha vida pessoal não poderia nunca estar fora desta lista, me considero um bom pai, apesar de duro. Tenho duas filhas excelentes, criadas para serem dois seres bons neste mundo. Tenho uma excelente esposa. Tenho ótimos amigos, de diferentes faixas etárias. Sempre me dei bem com pessoas de mais idade do que eu. Tenho os meus pais perto de mim, e como foram e são bons pais e ótimos amigos. Profissionalmente sempre conquistei, e entreguei muito, podendo citar como alguns "goals":

. Implantação e Desenvolvimento de sistemas Pick e rede nos idos de 1991;
. Implantação do primeiro shopping eletrônico de Goiás (ComprouLevou) nos idos de 1995/96;
. Criação de CMS próprio nos idos de 1998/1999;
. Gerenciar um dos primeiros sites jornalísticos de Goiás (Jornal Opção) por 10 anos;
. Editar o Caderno de Informática do Jornal Opção por 2/3 anos;
. Implantação e Gerência do Call Center do SPC Brasil por 6 anos;
. Criação da operadora de telefonia STFC Gdt Telecom;
. SPC Telecom (Operadora VoIP para os afiliados);
. Call Center do Teleconsulta (Goiânia e Aparecida de Goiânia) por 6 anos;
. Representar o Teleconsulta no prêmio e-Gov por 3 anos consecutivos ficando entre os finalistas;
. Ganhar o prêmio e-Gov serviço público do ano de 2013 com o projeto teleconsulta;
. Projeto Habitação para Município de Goiânia, selecionando mais de 3000 famílias para casas próprias;
. AME e PROREG de Aparecida de Goiânia;
. Projeto Matrícula para a rede estadual de Goiás;
. Google Transit para a RMTC Goiânia;
. Implantação do MvSoul no Hospital Alberto Rassi - Goiânia;
. Gerência tecnológica do Hospital Alberto Rassi - Goiânia;
. Processo de Acreditação Hospitalar do Hospital Alberto Rassi - Goiânia;
. Geral Imóveis;
. Mais por vir, assim espero.